InícioNotícias“Ou você consegue contar uma boa história e se interessar por pessoas,...

“Ou você consegue contar uma boa história e se interessar por pessoas, ou já era”, diz Thaís Naldoni

- Advertisement -spot_img
Thaís Naldoni ministrou a aula inaugural do Curso de Jornalismo da Universidade Nove de Julho. Foto: Divulgação.
Thaís Naldoni ministrou a aula inaugural do Curso de Jornalismo da Universidade Nove de Julho. Foto: Divulgação.

A jornalista Thaís Naldoni, atual gerente de Jornalismo da Imprensa Editorial Ltda (que abrange o Portal e a Revista Imprensa), ministrou a aula inaugural do curso de jornalismo da Universidade Nove de Julho, que ocorreu na última quarta-feira, 04. Através de um bate-papo descontraído e interativo com os estudantes, a jornalista tratou sobre “Jornalismo, jornalistas e redes Sociais”.

Seguindo esse tema, ela comentou quais as características que o profissional da imprensa deve ter e o que o mercado busca. Na sua opinião, o jornalista deve ser: rápido em apurar notícia; ‘antenado’ com os acontecimentos; ter agilidade e qualificação para redigir a matéria; saber falar e escrever em bom português; ter o mínimo de senso de edição; além de saber ler e interpretar as notícias.

Dentre as caraterísticas citadas, a jornalista destacou que deve-se “saber e falar um bom português”, pois infelizmente hoje em dia são produzidos muitos erros gramaticais na maior parte das redações, o que segundo a profissional, não poderia acontecer.

Para ela, o que falta aos novos jornalistas são conhecimentos gerais e históricos, repertório, leitura, vocabulário escrito e falado, senso crítico, interesse legítimo no outro, humildade e ser um bom contador de história.

Thaís Naldoni, que se formou em jornalismo na UNESP em 2002 e pós-graduada pela ESPM, afirmou também que o profissional de jornalismo deve ter conhecimento sobre os principais acontecimentos. “O compromisso com informação é necessário”, ressaltou.

“O jornalista hoje é muito maquinário”, advertiu Thaís Naldoni, assegurando que devido a informatização as pessoas estão menos interessadas em histórias de pessoas ‘comuns’, e tem pouco interesse real e legítimo no outro, o que é necessário para se conseguir grandes pautas e notícias. “Ou você consegue contar uma boa história e se interessar por pessoas, ou já era”, disse.

Ainda na palestra a gerente de jornalismo da Imprensa Editorial apresentou dados sobre o jornalismo online, modalidade que vem crescendo no Brasil ao longo dos anos. De acordo com a pesquisa exposta, só no Brasil, existem 60 milhões de usuários na web, tornando-se, assim o quarto maior país consumidor dessa mídia no mundo. Além disso, o Brasil possui a maior média de acesso a blogs na América Latina, e o alcance das redes sociais é de 85,3%. Com base nos dados apresentados, Thaís Naldoni aconselhou os aspirantes a jornalista a criarem blogs pessoais para desenvolverem assim, o próprio portfólio.

Por Luana Souza

Perfil da Autora

Luana Souza

Adoradora da boa leitura, da boa música e, principalmente dos idiomas a tal ponto de se formar em tradutor e intérprete. Estudante de jornalismo por curiosidade e também por amor. Olá! Sou a Luana.

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Siga-nos
17,706FãsCurtir
4,420SeguidoresSeguir
2,532SeguidoresSeguir
Mais vistas
- Advertisement -spot_img
Novidades
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui