Como conseguir um estágio na área de Jornalismo?

9
312

estágio

Você que é estudante de Jornalismo e está no meio ou no fim do curso. Se vê com vontade de encarar todos os desafios dessa fascinante carreira e percebe que está difícil conseguir um estágio.

Antes de tudo, analise em que área de atuação pretende estagiar. Porque pouco adiantará estar com a leitura em dia, gostar de discutir os temas atuais se você estiver desfocado do que deseja e planeja para a sua futura carreira profissional.

Abaixo seguem algumas dicas que visam auxiliar você a conseguir a tão sonhada vaga de estágio.

Invista em Atividades Extracurriculares

A Faculdade tem muito a nos ensinar, mas não podemos nos fiar somente no que nos é apresentado ali. Atividades Extracurriculares são ótimas para ampliar os seus conhecimentos e acima de tudo incrementar a sua rede de relacionamento. É recomendável ter sempre em mãos alguns cartões de visita com o seu contato, para que possa trocar com profissionais da área e até mesmo com possíveis fontes.

Exiba o seu texto na rede

Ao escrever para blogs de outros ou ter um blog sobre um assunto de sua preferência estará mostrando o seu texto para um número maior de pessoas. Um exemplo disso é este texto que você está lendo no momento. Entre em contato com o administrador da Casa dos Focas pelo e-mail [email protected] (só não diga que fui eu quem indicou, rsrs).

Tenha um portfólio

Em entrevistas para estágio ou emprego ter um portfólio à mão é fundamental. Em um portfólio são apresentadas todas as matérias de sua autoria publicadas em sites, blogs, jornal, revista, ou qualquer outra mídia. Aqui na Casa dos Focas foram dadas algumas dicas de programas gratuitos que auxiliam você a otimizar seu portfólio online (Clique aqui para saber mais).

Seja proativo

Busque todas as informações necessárias sobre o lugar em que vai trabalhar. Entre no site (caso seja um veículo online, ou mesmo que seja impresso, procure informações na internet), analise o estilo da empresa, os temas tratados, como eles são abordados, procure saber se existe um manual de redação e estilo da empresa. Nunca se contente, procure sempre se informar mais. Apure, pergunte, seja curioso.

Interesse-se pela rotina de trabalho

Faça perguntas ao seu futuro gestor sobre as tarefas que serão desempenhadas. Não tenha receio de perguntar, afinal você é jornalista (ou futuro jornalista, no caso) e como profissional da comunicação você deve ter suas dúvidas sanadas por completo, para que tenha segurança ao desempenhar o seu serviço. Além disso, é importante pensar se o serviço que lhe é imposto é compatível com a carga horária e com o cargo que lhe é atribuído.

Dê importância aos seus conhecimentos

Independente de serem acadêmicos ou extracurriculares, apresente, sempre que necessário, os seus conhecimentos sobre jornalismo e mostre como eles podem contribuir com o trabalho da empresa. É claro que deve-se fazer isso com jeitinho. Nada de dizer: “Minha professora falou que tem que se fazer assim, portanto vocês estão errados!”. Por mais que estejam errados, há inúmeras formas de alertar. Procure sempre ser cuidadoso com as suas colocações, afinal, você não é o dono da empresa (e mesmo que fosse, educação é algo para se usar com todos).

Objetividade ao responder perguntas na entrevista

Seja cortês e nada de fala prolixa. Creio que não seja necessário explicar esse ponto. Seja sucinto e objetivo.

Esteja preparado para todas as fases do processo seletivo

Esteja antenado e com a leitura de jornais e revistas em dia, pois em algumas vagas de estágio (para não falar na maioria) são aplicados testes de conhecimentos gerais. E mesmo depois de contratados, algumas empresas fazem testes trimestrais com seus estagiários, portanto nada de largar o corpo depois que conseguiu a vaga.

Invista em cursos de idiomas

O inglês e espanhol estão presentes na maioria de livros e periódicos técnicos da área jornalística, além disso, conhecer uma nova língua lhe favorece na hora de conseguir um estágio. Algumas empresas nem perguntam mais se você sabe falar inglês, elas já chegam perguntando: “Além do inglês, qual outro idioma você domina?”. É bom estarmos com o nosso Inglês e Português preparados.

Conclusão

Acima de tudo, ame conhecer novas pessoas e lugares para assim viver novas experiências que lhe possibilitarão fazer a diferença na tão sonhada oportunidade profissional. Não existe um roteiro a ser seguido para determinar o seu sucesso. Mas, espero que estas dicas contribuam de alguma forma para a vida de vocês. Acompanhem outros textos da Casa dos Focas e os compartilhe nas redes sociais.

Por Luiz Fernando Prado Uchôa

Perfil do autor

Luiz Fernando Prado Uchôa é estudante do terceiro ano do curso Comunicação Social – Jornalismo na Universidade Guarulhos, desenvolve projetos de iniciação científica como as temáticas Matrix I e a Indústria Cultural e Análise da Programação Educativa no Brasil,Atua como escritor em blogs como NLUCON onde desenvolve textos nas área de sexualidade, escreve artigos de educação atualmente para o Jornal OFOCO de Nazaré paulista.

9 COMENTÁRIOS

  1. Durante o curso de jornalismo é possível montar um portfólio que não esteja ligado as aulas? E depois do curso se eu me especializar em uma área, eu fico limitada a ela?

    • Olá, Lahene! Tudo bem? É claro que é possível. Lhe recomendo procurar veículos onde você possa publicar os seus textos (jornais de bairro, ou mesmo blogs como a Casa dos Focas). Lembre-se, quem não é visto, não é lembrado. A questão da especialização é um ponto delicado. Na minha opinião você deve se esforçar para conhecer todas as áreas e saber um pouco sobre cada tema, mas na medida em que for conhecendo as várias áreas do jornalismo, é importante que você se especialize em uma delas, isso lhe dará um diferencial. Mas não se preocupe muito com isso, pois a prática lhe conduzirá a isto. Aos poucos você terá uma lista de fontes para determinada área e uma série de referências sobre determinado assunto, sem você perceber já estará se especializando. Mas o profissional de jornalismo normalmente é flexível e está sempre pronto para conhecer novas áreas e adquirir novos conhecimentos. Portanto, se você tiver a humildade de reconhecer que não sabe de tudo e querer sempre aprender você não terá problemas nesse sentido.

  2. Olá,
    Eu estava tão perdida e então encontrei esse site, e venho aprendendo cada dia mais um pouco com os artigos de vocês, parabéns.Bom, eu fiquei preocupada em relação ao portfólio, eu até tenho blog mas, só escrevo contos,poesias, e crônicas.Sei que não tem muito a ver com o jornalismo, por isso ,depois de ler esse texto, resolvi criar um espaço onde eu possa publicar algo mais parecido com matérias.Qual dica você me daria para que eu consiga produzi-las ?

    • Olá, Laila! Tudo bem? Ficamos felizes em saber que estamos ajudando você em sua carreira jornalística. Não é errado ter um blog de poesias, contos e crônicas, pelo contrário, é interessante manter esse seu lado mais autoral. Hoje em dia, diante da enxurrada de informações que recebemos, muitos jornalistas acabam se tornando meros reprodutores de matérias. É preciso procurar, sempre que possível, apresentar as notícias de forma mais atraente, e por que não, poética?! Quanto ao espaço para você publicar matérias… Você já está em um. 🙂 O portal da Casa dos Focas é feito por e para estudantes de jornalismo, para debater essa profissão. Entre em contato conosco através do email [email protected], se possível já com uma pauta interessante para ser tratada aqui. Lá no email podemos escolher uma abordagem legal para a sua matéria. O que acha? Fica o convite.

      OBS: Gostei do seu blog e dos seus textos lá.

      Até mais!

      Emílio Coutinho
      Casa dos Focas

  3. O conteúdo deste site é incrível!
    Todas as dicas são verídicas porque como estudante de Jornalismo e estagiaria percebo o quanto os processos seletivos estão mais dinâmicos e exigentes.
    Preciso, para ontem, criar um portfólio e vou seguir as dicas aqui do site… Quanto a dica “Texto na rede” minha faculdade, maluca, tem aversão ao blog e não entendo o porquê, segundo os professores blog estão criando vícios textuais e de linguagem, não concordo!

    • Olá, Ingrid!

      Agradecemos os elogios, realmente trabalhamos para oferecer o melhor aos nossos seguidores. Respeitamos as diversas opiniões, mas acreditamos que estamos em um mundo em que devemos saber nos expressar nas diversas plataformas sem nenhum tipo de preconceito. O blog é uma forma de você criar o hábito de escrever periodicamente para um público específico e aprender a lidar com a opinião pública. Para nós têm sido muito proveitoso toda experiência adquirida desde que esse portal foi ao ar. Aproveitamos para lhe convidar à escrever sobre jornalismo aqui. O que acha da ideia? 😉 Fica o convite. Até mais! Emílio Coutinho

  4. olá garotada! Como uma senhora jornalista, passo aqui só para deixar uma mensagem de incentivo. Quem dera nos meus tempos de incertezas na profissão, lá pelos idos de 80, eu tivesse uma Casa dos Focas! Parabéns pela iniciativa e continuem ajudando os que estão chegando. O jornalismo é uma profissão linda, apesar de tão esculachada atualmente com os péssimos jornalistas, golpistas, mentirosos e vendidos que temos visto por aí. Mas não vamos desistir, ainda há jornalistas bons e é neles que os jovens devem se espelhar. Grande abraço,

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui