InícioTutoriaisComo escrever um Livro-reportagem?

Como escrever um Livro-reportagem?

Caco Barcellos, Fernando Morais e Truman Capote, são alguns dos jornalistas que trilharam o caminho do livro-reportagem e se consagraram no ramo com suas obras.

Foto: rawpixel.com/freepik.

A rotina de um jornalista costuma ser bem agitada, são pautas e mais pautas que precisam ser apuradas e transformadas em reportagens para, por fim, serem publicadas. Em meio a este mar de informações, o jornalista com um olhar apurado percebe que algumas de suas pautas requerem um trabalho maior, e, se bem desenvolvidas, podem se transformar em grandes reportagens.



Jornalistas enfrentam diariamente problemas de tempo e espaço em suas reportagens

Aí aparecem dois problemas: o tempo e o espaço. Hoje em dia, com as redações cada vez mais enxutas, são poucos os editores-chefes que aceitam ou podem oferecer um tempo maior para os seus repórteres dedicarem à grandes reportagens.

Além disso, o espaço para a publicação das mesmas é disputado com a publicidade, nos meios impressos. Já no digital, o espaço não é problema, no entanto, não são poucos os defensores dos textos curtos, pois, segundo eles, o público não lê textos longos (o que eu não acredito. O texto longo é lido sim!).



O livro-reportagem é a saída para quem tem muito conteúdo jornalístico

Enfim, sem entrar nessa discussão, a solução encontrada por grande parte dos jornalistas quando encontram material suficiente para produzir uma grande reportagem, é seguir o rumo do livro-reportagem.

Caco Barcellos, Fernando Morais e Truman Capote, são alguns dos jornalistas que trilharam o caminho do livro-reportagem e se consagraram no ramo com suas obras (Rota 66; Chatô o rei do Brasil; e A Sangue Frio, respectivamente). A riqueza de detalhes, a contextualização dos fatos e os temas escolhidos por eles, ajudaram a ter êxito na área. Mas e nós focas? Será que conseguimos escrever um livro-reportagem de sucesso?

Em sua obra “Livro-reportagem”, publicado pela Editora Contexto, Eduardo Belo dá algumas dicas para os focas que queiram escrever o seu primeiro livro-reportagem, ensinando passo a passo como criar um, desde o seu projeto (passando pela pauta, custo, apuração e pesquisa), até a produção do texto, a edição e a publicação.

Foto: Divulgação.

Etapas para escrever um livro-reportagem

Segundo o autor, um bom livro-reportagem deve seguir as seguintes etapas:

1º – Encontrar um tema atrativo, durável e extenso o bastante para justificar a publicação;

2º – Criar uma pauta e elaborar um projeto de como tratar o assunto;

3º – Iniciar um rigoroso processo de apuração;

4º – Arrematar tudo isso com um texto bem trabalhado, denso, cheio de informação e ao mesmo tempo de fácil assimilação.



Uma referência aos que desejam escrever o seu primeiro livro-reportagem

Cada um desses pontos são detalhados e explicados por Eduardo Belo, que fala também sobre o surgimento do livro-reportagem e as dificuldades que se pode encontrar durante a sua produção. O jornalista e escritor usa como referência sua própria experiência na área, pois além desse livro, ele produziu uma biografia da cantora Cássia Eller.

Um dos pontos interessantes do livro são as inúmeras referências aos clássicos nacionais e internacionais e a visão do mercado editorial no Brasil. Enfim, essa obra é recheada de dicas para focas e jornalistas que desejam produzir o seu primeiro livro-reportagem.

Por Emílio Portugal Coutinho

- Advertisement -
Emílio Coutinho
O jornalista e professor Emílio Coutinho criou a Casa dos Focas com o objetivo de ser um espaço para debate e divulgação de novidades no jornalismo.
- Advertisement -
Siga-nos
17,611FãsCurtir
5,911SeguidoresSeguir
2,557SeguidoresSeguir
Leia também
- Advertisement -
Novidades
- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui