Curso sobre Jornalismo em Conflitos Armados está com inscrições abertas

0
31
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Estudantes de jornalismo de todo o Brasil terão a oportunidade de participar do XV Curso de Informação sobre Jornalismo em Conflitos Armados e outras Situações de Violência, que ocorrerá entre os dias 10 de setembro e 29 de outubro de 2016.

Promovido pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) em parceria com a OBORÉ, Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o curso reúne, desde 2001, juristas, militares, policiais e jornalistas para tratar sobre as normas internacionais aplicáveis em situações de conflito armado e outras situações de violência e sobre o trabalho da imprensa nestes contextos. Além disso, o curso apresenta o perfil da ação humanitária do CICV em mais de 80 países.

Neste ano, os conferencistas serão o assessor jurídico do CICV, Gabriel Valladares; o especialista em segurança pública e direitos humanos e assessor do CICV, André Vianna; o repórter e apresentador do SBT, Marcelo Torres; e o oficial do Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx), Cel. Ulisses Mesquita Gomes.

Estudantes universitários de graduação que tenham interesse nessa área do jornalismo poderão se inscrever até o dia 08 de setembro, preenchendo uma ficha que pode ser acessada clicando aqui. Serão selecionados apenas 20 participantes.

Processo Seletivo

No dia 10 de setembro, sábado, será realizado um encontro de confraternização com a presença do chefe da delegação regional do CICV para Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, Lorenzo Caraffi. Neste dia os candidatos realizarão um teste de seleção no qual serão avaliados o perfil de cada um e se identificará os que possivelmente terão um melhor aproveitamento do curso.

Os candidatos selecionados participarão do curso que se realizará entre 10 de setembro e 29 de outubro de 2016, sempre aos sábados, em São Paulo, capital.

Como funciona o Curso

A cada encontro, realizado sempre aos sábados, os participantes assistirão a uma palestra de cerca de 40 minutos com um convidado e participarão de entrevista coletiva. Ao final de cada encontro, produzirão uma pequena reportagem, sendo orientados individualmente nesta produção.

A Reembolsa

No ato da matrícula, os estudantes selecionados deverão entregar um cheque no valor de um salário mínimo (hoje em R$ 880,00) e assinar um pacto de reembolsa. De acordo com as regras do curso, o cheque não será descontado se o estudante: 1. Participar de todos os encontros; 2. Redigir um texto jornalístico ao final de cada encontro; 3. Agendar e comparecer a um atendimento individual com a coordenação pedagógica do curso; e 4. Publicar um dos textos produzidos em um veículo com editor responsável. O aluno que cumprir todos esses critérios receberá o cheque de volta (Reembolsa) ao final do módulo, após o encerramento e a entrega dos certificados.

Programação

Veja abaixo a Programação completa do curso:

Encontro de confraternização e seleção dos candidatos
– 10 de setembro 9h00
Apresentação de Lorenzo Caraffi, chefe da delegação regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV)
Local: Matilha Cultural | R. Rego Freitas, 542 – Vila Buarque, São Paulo – SP

Conferências de imprensa / Entrevistas coletivas:

– 24 de setembro 9h00
Introdução ao direito aplicável nos conflitos armados
Gabriel Valladares, assessor jurídico do CICV

– 01 de outubro 9h00
Normas internacionais aplicáveis à função policial no uso da força e de armas de fogo
André Vianna, especialista em segurança pública e direitos humanos e assessor do CICV.

– 08 de outubro 9h00
A relação com a imprensa em missões de paz
Cel. Ulisses Mesquita Gomes, oficial do Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx)

– 15 de outubro 9h00
Cobertura da imprensa brasileira de conflitos armados e outras situações de violência
Marcelo Torres, repórter e apresentador do SBT

– 29 de outubro 10h30
Encontro de avaliação e entrega de certificado
Lorenzo Caraffi, chefe da delegação regional do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV)

Por Emílio Portugal Coutinho, com informações da Oboré.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui