InícioMestres ensinamEm busca de uma pauta

Em busca de uma pauta

- Advertisement -spot_img

Da mesma forma que quem procura acha, quem pensa encontra um bom tema para suas reportagens. Tudo é assunto para um jornalista pois tudo desperta a curiosidade do mundo. A própria curiosidade nas pessoas, ou a falta delas, seria um excelente tema para uma grande reportagem. Afinal, por que é que somos tão curiosos? Não, não me pergunte porque eu não sei. Sou apenas um jornalista como você. E jornalista é o sujeito que sabe de tudo, mas não entende de nada. Se você tiver vontade e curiosidade de desenvolver esse tema da curiosidade do mundo, podemos andar juntos nessa estrada.

Vamos partir do zero. Por enquanto, só temos o tema: a curiosidade do mundo. Que é que precisamos agora? Agora a gente precisa pensar muito em cada detalhe e elaborar um bom planejamento para responder às perguntas básicas da questão: Quem é curioso? Por que somos curiosos? O que é a curiosidade? Quando ela se manifesta mais? Onde ela se manifesta? Como se comportam os curiosos?

Essas e outras tantas e quantas perguntas e dúvidas. Levante-as todas e, de repente, olha a pauta aí!

Pauta é uma proposta de trabalho. Da mesma forma que pode ser entendida como uma “ordem de serviço”. Em termos jornalísticos, quando se fala em planejamento de reportagem está se falando de pauta. A pauta que é a “dona Pauta”, Senhora Pauta, sua Majestade a Pauta, um dos maiores momentos da vida do repórter. Porque ela é o começo de tudo, o plano, o roteiro a ser seguido para que o trabalho possa ser bem executado. A pauta é o caminho bem ordenado e sinalizado, a trilha certa para que você consiga responder as perguntas básicas que levarão às respostas com as quais irá elaborar um bom texto jornalístico.

Quem? Quando? Como? Onde? O quê? Por quê? Você já parou para pensar como essas perguntinhas danadas aparecem em tudo quanto é lugar? Já parou para pensar como a vida da gente é cheia de “porquês”, “quens”, “ondes”, “comos”, “o quês”, “quandos”? Pois essas são as perguntas básicas com as quais o jornalista convive e busca responder durante toda a sua vida profissional, toda vez que desenvolva um bom trabalho.

Fazer a pauta, planejar a matéria é descobrir os caminhos que levam às respostas a essas e a tantas outras perguntas.

Por Edgard de Oliveira Barros

Perfil de Edgard de Oliveira Barros

Edgar de Oliveira Barros

O professor Edgard de Oliveira Barros está há 40 anos no jornalismo, tendo iniciado sua carreira na redação dos Diários e Emissoras Associadas, a maior cadeia de jornais, emissoras de rádio e de televisão que o Brasil já teve.

É bacharel em Direito pela Universidade Mackenzie, foi repórter de jornais Associados, tendo trabalhado também nas extintas rádio Difusora e TV Tupi. No meio do caminho teve a Propaganda e Edgard trabalhou na MPM Propaganda, para depois fundar a sua própria empresa de publicidade, através da qual ganhou vários prêmios.

Durante 10 anos foi diretor de redação do extinto Diário Popular. Deixando o Diário Popular começou a dar aulas na FACOM/UniFIAM no ano de 1986.

Criou o jornal Imprensa Livre na cidade de Atibaia, com circulação regional. Semanário, o jornal passou a diário tendo inclusive implantado seu próprio parque gráfico com modernas rotativas. Trabalhava no mínimo 18 horas por dia e todos os dias. Cansou.

E faltou dinheiro. Parou o jornal e voltou a dar aulas, sua paixão, na FIAM. Publicou três livros de crônicas e um livro-manual de Jornalismo dedicado aos alunos da escola: Quem? Quando? Como? Onde? O quê? Por quê?.

Acompanhe os textos do Professor Edgar publicados na página Mixtura Fina.

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Siga-nos
17,706FãsCurtir
4,420SeguidoresSeguir
2,532SeguidoresSeguir
Mais vistas
- Advertisement -spot_img
Novidades
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui