InícioEntrevistas“Informação é o poder e a liberdade de um povo”, diz Isabella...

“Informação é o poder e a liberdade de um povo”, diz Isabella Faria, jornalista da CNN Brasil

Atualmente, Isabella Faria apresenta o programa 'Agora CNN', que é transmitido durante a madrugada.

Foto: Divulgação.

Em entrevista exclusiva para a Casa dos Focas, a jornalista Isabella Faria contou que seu amor pelo jornalismo sempre foi uma certeza. Quando pequena, imitava a Fátima Bernardes para os seus pais, já sonhando com o dia em que começaria essa aventura que é o jornalismo.



Início no jornalismo e no audiovisual

Isabella cursou jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Aos 19 anos já trabalhava com audiovisual, sendo estagiária na TV Gazeta. Logo depois, aos 21 anos, tornou-se estagiária na TV Globo, onde chegou a participar de uma produção do Profissão Repórter que foi muito marcante em sua carreira.

Aos 22, a jornalista foi para Nova York fazer especialização em jornalismo audiovisual. Nos Estados Unidos também aprendeu a operar câmera e a editar reportagens, ampliando seus conhecimentos. Um dos maiores sonhos de Isabella é apresentar um programa no qual ela possa falar sobre cinema.

Assim que retornou de Nova York, Isabella foi para a TV Folha (que é o setor de vídeos do jornal Folha de S.Paulo), onde permaneceu durante dois anos até iniciar na CNN Brasil em 2020, juntamente com o nascimento da emissora.

Foto: Reprodução/Twitter (@isabella_mfaria).

Apresentadora do jornal ‘Agora CNN’

Atualmente, Isabella Faria apresenta o programa ‘Agora CNN’, que é transmitido durante a madrugada. A jornalista contou que o convite surgiu em abril de 2020. “Aceitei na hora! A madrugada, naquela época, correspondia ao programa ‘Newsroom’ que era constituído por pequenos boletins de hora em hora. O programa foi descontinuado e o ‘Agora’ na parte da madrugada surgiu. O desafio foi grande no começo, mas, como com tudo na vida, treinar nos dá muita segurança ao longo do tempo”, comentou.



Primeira cobertura internacional

A primeira cobertura internacional na carreira de Isabella ocorreu recentemente, em outubro de 2021, quando foi enviada para a EXPO DUBAI 2020, um evento mundial de exposições, que era para ter acontecido em abril de 2020, mas foi adiado por conta da pandemia de Covid-19.

“Foi bem diferente do que eu imaginava. Pensei que eu só fosse falar dos atrativos da feira, mas acabei reportando a passagem do Presidente Bolsonaro, ou seja, falei de política nacional, internacional, além de economia e cultura”, confidenciou.

Ela contou ainda que a viagem, apesar de cansativa, valeu muito pela experiência que lhe rendeu e também pela parceria construída com a apresentadora Glória Vanique, que esteve com Isabella durante a cobertura do evento e de outros acontecimentos.

Foto: Divulgação.



Mulheres no Jornalismo

Muitas meninas e mulheres, que sonham em trabalhar com jornalismo ou com comunicação em geral, se inspiram em jornalistas como Isabella. Entretanto, a apresentadora adverte: “Nós mulheres somos maioria nas redações, mas ainda precisamos trabalhar no mínimo o dobro para sermos levadas a sério, principalmente por fontes e entrevistados. É o nosso maior desafio”.

A jornalista ressalta ainda que o jornalismo é um trabalho difícil. “O descanso é pouco e o esforço é muito! Porém, se você chegar à conclusão de que quer mesmo ser jornalista, não tem coisa melhor do que poder dar voz aos outros e reportar o que acontece no seu país e no mundo. Informação é o poder e a liberdade de um povo”, concluiu.

- Advertisement -
Sandhy Galicia
19 anos, graduanda em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, escritora nas horas vagas e apaixonada por questões sociais e política.
- Advertisement -
Siga-nos
17,611FãsCurtir
5,911SeguidoresSeguir
2,557SeguidoresSeguir
Leia também
- Advertisement -
Novidades
- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui