InícioMestres ensinamO texto jornalístico é o mais fácil do mundo

O texto jornalístico é o mais fácil do mundo

- Advertisement -spot_img
(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

O texto jornalístico é o mais fácil do mundo. Desde que você não complique.

Tudo o que você precisa é de uma boa história.

Sintetize essa história respondendo rápido as perguntas: quem, quando, como, onde, o quê e porquê. E também o quanto.

Pegue a melhor frase, a melhor resposta, o melhor pedaço da história e use na primeira frase do texto. E depois coloque a segunda melhor frase, a terceira, a quarta, a quinta e pronto. Daí pra frente as águas rolam e o texto vai ser primoroso.

Escreva fácil, escreva claro, escreva palavras comuns. Não use após, pois você não fala após, você fala depois. Não use algo, porque você não come algo, come alguma coisa e por aí vai. Escreva o que você e o povo falam. Você não é intelectual nem está escrevendo para intelectuais. Vá em frente.

Por Professor Edgar de Oliveira Barros

Perfil de Edgar de Oliveira Barros

Edgar de Oliveira Barros

O professor Edgard de Oliveira Barros está há 40 anos no jornalismo, tendo iniciado sua carreira na redação dos Diários e Emissoras Associadas, a maior cadeia de jornais, emissoras de rádio e de televisão que o Brasil já teve.

É bacharel em Direito pela Universidade Mackenzie, foi repórter de jornais Associados, tendo trabalhado também nas extintas rádio Difusora e TV Tupi. No meio do caminho teve a Propaganda e Edgard trabalhou na MPM Propaganda, para depois fundar a sua própria empresa de publicidade, através da qual ganhou vários prêmios.

Durante 10 anos foi diretor de redação do extinto Diário Popular. Deixando o Diário Popular começou a dar aulas na FACOM/UniFIAM no ano de 1986.

Criou o jornal Imprensa Livre na cidade de Atibaia, com circulação regional. Semanário, o jornal passou a diário tendo inclusive implantado seu próprio parque gráfico com modernas rotativas. Trabalhava no mínimo 18 horas por dia e todos os dias. Cansou.

E faltou dinheiro. Parou o jornal e voltou a dar aulas, sua paixão, na FIAM. Publicou três livros de crônicas e um livro-manual de Jornalismo dedicado aos alunos da escola: Quem? Quando? Como? Onde? O quê? Por quê?.

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Siga-nos
17,706FãsCurtir
4,420SeguidoresSeguir
2,532SeguidoresSeguir
Mais vistas
- Advertisement -spot_img
Novidades
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui