Talibã impõe regras para jornalistas no Afeganistão

Segundo a organização 'Repórteres Sem Fronteiras', as normas apresentadas pelo grupo extremista são vagas, perigosas e podem ser usadas para perseguir os jornalistas.

0
70
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

As entidades internacionais receberam com preocupação o regulamento com onze regras impostas pelo Talibã para o exercício do jornalismo no Afeganistão. De acordo com a organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF), as normas apresentadas pelo grupo extremista são vagas, perigosas e podem ser usadas para perseguir os jornalistas.

“Decretadas sem qualquer consulta aos jornalistas, essas novas regras são de arrepiar por causa do uso coercitivo que pode ser feito delas, representando um mau presságio para o futuro da independência jornalística e do pluralismo no Afeganistão”, ressaltou o secretário-geral da RSF, Christophe Deloire.

Ainda segundo Deloire, estas normas são baseadas em princípios e métodos que contradizem a prática do jornalismo e deixam espaço para interpretações opressivas.

As três primeiras regras apresentam um altíssimo grau de censura, proibindo os jornalistas de transmitir ou publicar matérias que sejam “contrárias ao Islã”, “insultem figuras nacionais” ou violem a “privacidade”.

Outras normas aparentam ser razoáveis, à primeira vista (respeitar a verdade e não distorcer o conteúdo da informação), porém são extremamente perigosas, abrindo caminho para a censura e a perseguição de jornalistas.

Lista com as onze regras impostas pelo Talibã para os jornalistas

01 – Matérias contrárias ao Islã não devem ser transmitidas ou publicadas.

02 – Na atividade jornalística, os meios de comunicação não devem insultar as personalidades nacionais.

03 – A privacidade nacional e pessoal deve ser respeitada.

04 – Os meios de comunicação e os jornalistas não devem tentar distorcer o conteúdo das notícias.

05 – Os jornalistas devem respeitar os princípios jornalísticos na preparação de suas reportagens.

06 – A mídia deve garantir que suas matérias sejam equilibradas.

07 – Assuntos que não foram confirmados por funcionários no momento da transmissão ou publicação devem ser tratados com cuidado.

08 – Assuntos que podem ter um impacto negativo na atitude do público ou afetar o moral devem ser tratados com cuidado ao serem transmitidos ou publicados.

09 – Os meios de comunicação devem aderir ao princípio da neutralidade no que veiculam e devem apenas publicar a verdade.

10 – O Centro de Informação e Mídia do Governo (GMIC) está tentando cooperar com a mídia e jornalistas e fornecer-lhes facilidades. A partir de agora, os meios de comunicação irão preparar relatórios detalhados em coordenação com o GMIC.

11 – O GMIC elaborou um formulário específico para facilitar aos meios de comunicação e jornalistas a preparação de suas reportagens de acordo com o regulamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui