Antes de entrevistar aquela fonte

0
36

Entrevistando

Todo jornalista, para bem exercer o seu trabalho, precisa entrevistar uma figura pública, seja ela um político, escritor ou jogador de futebol. A entrevista jornalística está entre as atividades essenciais na prática do jornalismo. É através dela que é possível inserir (e impulsionar) informações preciosas à matéria produzida e dar voz aos dois lados.

Quem entrevistar?

Acontece que, muitas vezes, a ansiedade ou a inexperiência de alguns jornalistas acabam contribuindo para que não se faça uma boa entrevista. Mas essa prática jornalística não é ‘um bicho de sete cabeças’, pois existem técnicas e métodos específicos para realizá-la.

Antes de pensar em fazer determinada entrevista é necessário estabelecer uma finalidade: ‘Porque entrevistar esse personagem? Qual a importância do posicionamento dele em relação à pauta?’. Feito isto, é indispensável que o jornalista esteja preparado, munido de informações sobre o assunto. Para isto, é preciso coletar dados. O método mais prático e fácil de buscar essas informações é procurá-las em sites oficiais e inclusive consultar outras entrevistas feitas àquele personagem para constatar se será uma boa fonte.

Apurar e desconfiar sempre

O entrevistado é, naquele momento, uma ‘fonte de informações’, é ele quem esclarecerá questionamentos sobre propostas, projetos já realizados, escândalos de corrupções. Então, é preciso pensar antes de perguntar, assim como analisar as respostas, pois nem tudo que for pronunciado pode ser verdadeiro.

Aí está o papel do bom jornalista que apurou os fatos e informações: saberá, certamente, a veracidade do posicionamento da fonte. Uma nova pergunta surge de uma resposta anterior, e, por isso, é ideal acompanhar e relacionar cada argumento com outras possíveis indagações.

Olho vivo

Durante a entrevista o jornalista deve analisar as expressões do questionado. A forma como ele expõe pensamentos, as entonações, os olhares, as pausas entre frases. Manter o foco é importante, pois, assim, é possível identificar quais pontos merecerão destaque e quais assuntos geram indiferenças para o entrevistado.

É aconselhável conversar com a fonte antes da entrevista para explicar quais assuntos serão abordados.

A postura do entrevistador é relevante na medida em que ele souber ouvir, pensar, associar os fatos e não demonstrar preocupação em perguntar.

Por Lucas Almeida

Perfil do Autor

Lucas Almeida

Lucas Almeida tem 20 anos e cursa o quarto semestre em Jornalismo na Estácio Fic – Fortaleza, Ceará. Gosta de escrever, ler e assistir filmes e documentários. É blogueiro. Escreve para blogs de jornalismo e possui o seu próprio: Papos da Raposa. Gosta de assessoria de imprensa, web jornalismo e audiovisual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui