Jornalismo independente é tema de seminário online gratuito promovido pela Federal do Ceará

Os que se inscreverem e participarem de cada uma das seis rodas de conversa poderão receber um certificado de participação.

0
158
Foto: Divulgação.

O curso de Jornalismo e Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará, junto do grupo de pesquisa Práxis no Jornalismo (PráxisJor), estão promovendo um seminário online intitulado “Jornalismos de outros tipos”.

A iniciativa conta com a colaboração do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará e com o apoio da Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj), Escola Superior de Jornalismo (Moçambique) e Universidad Los Libertadores (Colômbia).

O webnário, realizado sempre às 18h30, será composto por seis encontros com jornalistas e colaboradores de iniciativas de jornalismo independente provenientes de três continentes. Durante essas conversas se debaterá sobre o fazer jornalístico autônomo, além dos horizontes e as perspectivas envolvidas nesse cenário.

Programação do seminário online “Jornalismos de outros tipos”

O primeiro encontro, que será realizado nesta quinta-feira, 25 de novembro, contará com uma roda de conversa com os participantes da iniciativa ‘Tiempo Argentino’. O Coletivo Tiempo Argentino é único jornal nacional da Argentina cooperativo, autogerido e apoiado pelo seu público. São também os vencedores do prêmio Democracia 2016 na categoria de jornalismo gráfico.

O segundo encontro ocorrerá no dia 2 de dezembro, e contará com a participação do Coletivo Periferia em Movimento, uma produtora de jornalismo de quebrada que gera e distribui informação dos extremos ao centro, atuando com a missão de elaborar um jornalismo sobre, para e a partir das periferias.

O terceiro encontro está marcado para o dia 13 de janeiro de 2022, e terá a participação do coletivo Divergente, uma revista jornalística de Portugal que visa ser uma ferramenta de análise minuciosa sobre as estruturas de poder, capaz de contribuir para uma cidadania mais ativa e contrária à lógica imediatista das redações tradicionais.

O quarto encontro, agendado para o dia 20 de janeiro, terá como convidado o Marco Zero Conteúdo, um veículo de jornalismo investigativo e independente que tem como pauta para suas coberturas temas relacionados aos direitos humanos, à democracia, a questões de gênero e identitárias, a questões socioambientais e a temáticas associadas ao direito à cidade.

O quinto encontro, que acontecerá no dia 3 de fevereiro, será com o Mbenga Diário, coletivo de jornalismo cultural de Moçambique que produz notícias e reflexões sobre a arte africana, na perspectiva de valorização de artistas comunitários e de uma política de restituição de bens culturais expropriados pelo colonizador.

O sexto e último encontro será no dia 10 de fevereiro e contará com a participação do coletivo Amazônia Real, que atua como um dos representantes do jornalismo independente, ético e investigativo pautado nas questões da Amazônia e de seus povos, dando visibilidade àqueles antes invisibilizados pela grande imprensa.

Onde assistir e como se inscrever?

A transmissão do evento será realizada ao vivo através do canal de YouTube do Curso de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará. Os interessados em receber certificado deverão participar de cada uma das seis rodas de conversa e se inscrever clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui