Locutora da Band FM abre 2ª Semana da Comunicação com bate-papo sobre rádio e ouvintes

0
28
Pati Liberato. Foto: Divulgação

A radialista e locutora da Rádio Band FM, Pati Liberato, abriu nesta segunda-feira (6) a 2ª Semana da Comunicação do Projeto Conectados, com a palestra “Locução FM, Rádio Popular”. Ao longo dos mais de 30 anos de carreira no rádio, Liberato possui uma bagagem de programas e entrevistas com personalidades, além de experiência em diferentes segmentos musicais populares, como o samba e o pagode.

Na palestra, a locutora percorreu os caminhos de sua vida pessoal e profissional para explicar como o rádio pode ser um instrumento de transformação social. Movida pelo amor à música, Liberato conta que iniciou aos 15 anos sua trajetória na Rádio Cristal FM, em Itapeva, interior de São Paulo. Antes de realizar seu primeiro teste como locutora, ela operava em diferentes funções à época, seja montando cartuchos, limpando discos de vinil ou colocando carbono de lápis para cobrir os riscos dos discos. Por isso, Liberato destaca ter percebido o potencial do rádio desde muito nova – tanto para quem trabalha no meio quanto para quem está do outro lado, o ouvinte.

Segundo a radialista, o segredo para fazer um trabalho eficiente e honesto no rádio é conhecer o público para o qual é direcionada a sua fala e pensá-lo sempre como um indivíduo único, e não como um coletivo. Isso significa que, independente da quantidade de ouvintes diários, a rádio popular precisa estar “perto” de cada um e entender suas vontades e necessidades. Liberato afirma que prestar atenção nos detalhes que a audiência dá, mesmo que sutilmente, pode apontar os erros e os acertos do locutor.

Pati Liberato. Foto: Divulgação

Além disso, ela destaca o caráter de troca da rádio popular, onde o diverso se esbarra e se completa. Por isso, a locutora acredita que não cabe ao radialista julgar ou recriminar os gostos, os segmentos musicais e as escolhas de seus ouvintes, mas apoiá-los e garantir uma experiência radiofônica satisfatória. “O locutor de rádio tem que ser amigo do ouvinte”, pontua.

Para tanto, Liberato sugere que o gosto pessoal de cada radialista deve ficar da porta para fora, sem contaminar o ambiente de trabalho. Só assim o locutor pode soltar “o seu coração ao vivo”, como ela mesma reiterou várias vezes ao longo da palestra. E só assim ele sabe a hora em que precisa parar.

Após 25 anos como locutora da Rádio Transcontinental FM, Pati Liberato atualmente trabalha na Band FM e apresenta o programa Papo Reto, às sextas-feiras, das 15h às 17h, ao lado do locutor Marcelo Café.

Projeto Família Acolhedora

A abertura oficial da 2ª Semana da Comunicação do Projeto Conectados foi realizada pelo vice-presidente da Fundação Nossa Senhora Auxiliadora do Ipiranga (Funsai), João Luis Buarque de Gusmão. Em sua fala, Gusmão ressaltou os 122 anos da Funsai, que oferece, de forma gratuita, assistência cultural e serviços educacionais para mais de 1.600 pessoas na cidade de São Paulo. Além disso, o vice-presidente comemorou o novo projeto da fundação, o ‘Família Acolhedora’, que tem como objetivo acolher “temporariamente crianças entre 0 e 6 anos separadas de suas famílias, que aguardam uma decisão judicial”, de acordo com a cartilha do projeto.

João Luis Buarque de Gusmão. Foto: Divulgação

Gusmão encerrou a abertura comentando sobre a importância do rádio como incentivador de políticas públicas, afirmando que “o rádio continua sendo o mais eficiente modo de comunicação social” e que esse veículo de comunicação não envelheceu, mas se reinventou e se transformou na internet.

Sobre o Conectados

O Projeto Conectados, vinculado à Funsai, tem como objetivo criar um canal de troca e aprendizado de processos comunicacionais e audiovisuais à população de São Paulo. O projeto oferece gratuitamente oficinas de rádio e locução esportiva para pessoas a partir de 12 anos. Além das oficinas, o Conectados mantém uma rádio web, com programação 24 horas. As informações são da cartilha do projeto.

Realizada pela primeira vez em 2017, a Semana da Comunicação busca oferecer conhecimento, aliado à prática, sobre temas diversos ligados à comunicação através de palestras e workshops. Neste ano, são oferecidos oito workshops e 13 palestras nos cinco dias de evento.

Por Andressa Persan e Lethícia Bueno

Perfil das autoras

Andressa Persan Atriz e Jornalista graduada pela Universidade Anhembi Morumbi. Iniciou sua carreira na Rádio Atual, com comunicação e locução, mas também atuou como redatora, revisora e social media. Sonha com um mundo melhor e quer transformar a vida das pessoas através do jornalismo e da arte. https://bit.ly/2HWQLMP

Lethícia Bueno é estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop). Possui admiração pela força da escrita e pelo alcance de uma voz. Acredita que a informação pode mudar realidades e que o Jornalismo é uma prática social de empatia. Está sempre à procura de uma boa história para contar e não confia em verdades absolutas. Na profissão, já atuou como repórter, assessora de comunicação, produtora de tevê e radiojornalista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui