InícioDebate FocaÓ pátria amada, idolatrada, salve! Salve!

Ó pátria amada, idolatrada, salve! Salve!

Aquele que em seu hino é gigante pela própria natureza, ontem viu que seus filhos não fogem mais da luta. Cansaram de ficar deitados em berço esplêndido. Foram as ruas, querendo menos corrupção, mais atenção. Não pedindo menos 20 centavos. Querem ordem e lutam por progresso.

Eu, que admito, nunca fui uma das pessoas mais patriotas que essa terra tupiniquim já teve, fiquei arrepiado e orgulhoso – quem diria… – dos manifestos, dos manifestantes. Eu tenho amigos que foram e durante toda a noite podia ver as fotos sendo postadas, as pessoas sorrindo, felizes em fazer parte da mudança.

Na televisão, as pessoas caminhavam, cantavam e seguiam a canção, sendo todos iguais, de braços dados ou não como o ilustre Geraldo Vandré cantava em sua marcante música.

A história foi escrita ontem. No Rio de Janeiro, os números absurdos davam a entender que tinham mais de 100 mil pessoas na manifestação. Em São Paulo, um imenso protesto pacífico se alastrou pelas principais ruas e avenidas, mostrando ao Brasil e ao mundo de que as coisas por aqui seriam diferentes. E foi diferente. Como foi.

Em Brasília talvez tenha acontecido o ápice, o povo estava no Congresso! Quem diria?! O povo acordou! O Brasil acordou! E de Brasília também vieram lindas fotos, fotos essas que provavelmente estamparão os livros de história dos meus filhos, dos seus filhos. Niemeyer deve estar orgulhoso, sua obra tornou-se palco de uma das imagens mais lindas que o Brasil já viu.

Ver a história se desenrolar ali, pela televisão me despertou também, creio que tenha despertado outros milhões de brasileiros. Espero que tenha despertado, torço e rezo por isso.

O Brasil se levantou e dessa vez, não foi pra gritar gol como escreveu o genial Mauro Beting, o Brasil se levantou pra mostrar que o Gigante – e não me refiro ao Maracanã dessa vez – vive! Vive e despertou! Agora, quem não vai mais dormir são os políticos corruptos do nosso país.

Hoje, o “pátria amada, Brasil” faz mais sentido do que nunca. Parabéns aos que estão nas ruas, estão escrevendo a história. A nossa história.

Obrigado Brasil! Obrigado a você que saiu na rua ontem e escreveu também a minha história e a de tantos outros brasileiros. Obrigado! Vocês escreveram seus nomes na história!

Por Nickolas Carvalho Ranullo

Leia também:
– Liberdade de imprensa?
– Manifestações do movimento Passe Livre: dois lados de uma história
 A Turquia é logo ali

Perfil de Nickolas Carvalho Ranullo

Snap 2013-06-18 at 13.00.45

Nickolas Ranullo, 19 anos, mora em São Paulo e está no segundo ano do curso de jornalismo da FIAM FAAM. Gosta do jornalismo esportivo e pretende atuar na área, com esse intuito, criou junto a dois amigos o blog Foca nas 4 Linhas que é um blog esportivo que foca naquilo que você quer saber.

- Advertisement -
- Advertisement -
Siga-nos
17,516FãsCurtir
8,137SeguidoresSeguir
2,588SeguidoresSeguir
Leia também
- Advertisement -
Novidades
- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui