InícioListasQuais são os 9 itens que todo jornalista deve ter?

Quais são os 9 itens que todo jornalista deve ter?

- Advertisement -spot_img
 (Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Jornalismo é uma profissão que necessita não apenas de uma preparação, realizada ao longo dos quatro anos de faculdade, mas também alguns itens específicos que auxiliam no trabalho diário.

Pensando principalmente em quem está começando na área, listamos aqui alguns desses itens necessários no dia a dia de um jornalista. É claro que nem todos são absolutamente indispensáveis, há jornalistas que fazem inclusive um bom trabalho sem necessitar de vários deles, mas para os que estão iniciando na área e desejam preparar um kit jornalístico acreditamos que essa lista seja preciosa.

1 – Bloco de notas

O inseparável bloco de notas não pode faltar na lista de materiais importantes para um jornalista, afinal nunca se sabe quando teremos um dado importante para anotar, seja um contato ou uma afirmação de uma fonte que encontramos inesperadamente. Um bloco de anotações é também muito mais seguro para se guardar informações do que, por exemplo, papéis soltos. Existem blocos de todos os tamanhos, recomendamos os de bolso, exatamente por serem pequenos e discretos.

2 – Canetas

Não apenas uma caneta, mas várias. De nada adianta ter um bloco de notas sem uma caneta para escrever nele. Nem sempre a sua fonte terá uma caneta para te emprestar e muitas vezes você terá que anotar informações ou ideias dentro de um ônibus, na rua ou em algum local onde não tenha nem como comprar uma caneta. Recomendamos que você ande com mais de uma caneta na mochila ou bolsa, uma vez que nunca se sabe quando ela pode falhar.

3 – Gravador

Esse é um aparelho muito importante para o jornalista. O gravador, além de ajudar o repórter a lembrar as palavras do seu entrevistado, também o protegerá contra futuras acusações por parte da fonte. O conteúdo gravado serve como prova de que a entrevista realmente ocorreu e de que as afirmações publicadas foram ditas pela fonte e não inventadas. Alguns jornalistas usam dois gravadores, com medo de que um dos dois falhe em algum momento da entrevista, mas aí vai de cada um. Eu utilizo um gravador digital da Sony que já tem saída USB, o que me facilita transferir o conteúdo gravado direto para o computador sem precisar utilizar nenhum tipo de cabo. Na época, início de 2015, paguei por volta de R$ 200,00. Ele utiliza duas pilhas palito (recomendo ter pilhas reservas para serem trocadas quando necessário).

4 – Máquina Fotográfica

Vivemos uma época em que os registros fotográficos são cada vez mais importantes. Apesar de podermos descrever um ambiente, uma pessoa, um acontecimento, não há como negar que uma foto, além de deixar a publicação de uma reportagem mais leve, ajuda o leitor a compreendê-la mais facilmente. Por esse motivo é importante que o jornalista tenha uma máquina fotográfica para registrar um fato ou um ambiente. Aconselho a ter uma máquina pequena de bolso, para o dia a dia, e outra profissional ou semi-profissional, para a cobertura de eventos ou de reportagens que exijam algo de melhor qualidade. Canon e Nikon são marcas igualmente boas. É aconselhável fazer um curso de fotografia para aprender a utilizar a máquina e também adquirir um olhar fotográfico.

5 – Agenda de Contatos

Contatos são tudo na vida de um jornalista, por este motivo é bom que eles estejam devidamente guardados e catalogados. É importante ter acesso fácil às suas fontes seja por via telefônica, pessoalmente ou pela internet. E o jornalista deve tentar conseguir todos os contatos possíveis das suas fontes (telefone, e-mail, endereço, etc). É claro que algumas fontes não irão passar esses contatos e em alguns casos somente o telefone ou e-mail já bastam, mas para um jornalista quanto mais informações melhor. Ressalto aqui a importância de manter essas informações protegidas, afinal as suas fontes não vão querer ter seus contatos divulgados pela internet ou serem importunadas por autoridades ou estranhos.

6 – Cartão de Visitas

O Networking é muito importante em qualquer área, e o jornalismo não fica de fora. Ter em mãos cartões de visita com o seu telefone e e-mail auxiliam na troca de contatos e inclusive passam a imagem de mais profissionalismo. Recomendamos que não insira muitas informações no cartão, lembre-se é apenas um cartão de visitas. Só coloque os dados principais: o seu nome, cargo, telefone, e-mail, endereço de site ou blog (caso tenha ou trabalhe para um). Quando você entrega um cartão de visitas para alguém essa pessoa muitas vezes se sente na obrigação de lhe retribuir entregando o dela. Foi assim que consegui muitos contatos importantes (Fica a dica).

7 – Documentos

Após a queda da obrigatoriedade do diploma de jornalismo há muitos que hoje em dia se dizem jornalistas só porque sabem ler e escrever. Não quero entrar aqui em debate sobre quem é ou não é jornalista, mas acredito que seja importante para um jornalista possuir documentos que comprovem que ele realmente trabalha na área. Esses documentos podem ser a carteirinha do sindicato dos jornalistas, a carteirinha da FENAJ, ou mesmo uma carteirinha da empresa (no caso de trabalhar para uma empresa de comunicação). Nada disso é obrigatório, mas em alguns casos podem lhe ajudar na cobertura de uma pauta ou mesmo te proteger (algumas vezes podem atrapalhar também, tudo depende da situação e é importante saber avaliar isso).

8 – Pen Drive

Um item muito importante, e que ao mesmo tempo é muito esquecido, é o pendrive. Ter um por perto é sempre bom. Imagine que uma fonte queira, além da entrevista devidamente gravada, lhe passar um documento ou textos confidenciais que possui no computador. É pouco provável que envie por e-mail e neste momento um pendrive é fundamental para extrair tudo o que está sendo oferecido (às vezes até um pouco mais, mas isso vai depender da situação e da ética de cada um). Os pendrives são pequenos o suficientes para serem guardados no bolso e existem alguns inclusive que podem ser guardados na carteira.

9 – Celular

Este item parece até supérfluo de ser colocado aqui na lista, uma vez que hoje em dia praticamente todo mundo tem um aparelho telefônico, mas quando digo celular quero ressaltar que não é um celular meia-boca o que um jornalista deve ter. Explico-me. Quase todos os itens acima citados podem estar reunidos dentro desse aparelho e por isso é bom que o mesmo não falhe e tenha memória suficiente para suportar tudo isso. Um bom celular tem uma câmera boa, gravador, bloco de anotações, lista de contatos, acesso à internet, e-mail, redes sociais, e centenas de aplicativos que facilitam a vida e o trabalho de um jornalista. Mas não recomendo o repórter contar apenas com o seu aparelho telefônico, pois além de ele poder falhar ou acabar a bateria, há um problema grande quando você precisa gravar por exemplo uma coletiva e ao mesmo tempo fotografar o ambiente ou um personagem. Por esse motivo é sempre bom ter os outros itens que mencionei acima.

********************************************************************************

Essa lista foi feita com base nos eventos que cobri e nas entrevistas que fiz nestes últimos quatro anos de experiência no jornalismo. Ainda tenho muito que aprender e é possível que estejam faltando alguns itens. Comente abaixo o que você acha que falta algo na lista, para que possamos acrescentar e deixar a lista completa.

Por Emílio Portugal Coutinho

- Advertisement -spot_img
Emílio Coutinho
O jornalista e professor Emílio Coutinho criou a Casa dos Focas com o objetivo de ser um espaço para debate, aprofundamento e divulgação de novidades dentro da área do jornalismo. Os textos aqui publicados são de responsabilidade dos seus respectivos autores.
- Advertisement -spot_img
Siga-nos
17,706FãsCurtir
4,420SeguidoresSeguir
2,532SeguidoresSeguir
Mais vistas
- Advertisement -spot_img
Novidades
- Advertisement -spot_img

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui