InícioBiblioteca FocaPeninha: Um mestre do jornalismo

Peninha: Um mestre do jornalismo

- Advertisement -spot_img

Evidente que o mundo do jornalismo, que eu nem sabia direito o que era já me fascinava aos sete anos de idade. E para ajudar em 1974, minha irmãzinha Graça, me presenteou com o “Manual do Peninha”, que fazia parte de uma série de manuais de alguns personagens de Walt Disney, como o Tio Patinhas, Maga Patalógica e dos escoteiros Huguinho, Zezinho e Luisinho entre outros.

Mas o “Manual do Peninha” para mim era especial; primeiro porque era difícil não ser fã daquele primo do Pato Donald, atrapalhado e cheio de atrevimento, se envolvendo sempre em situações inusitadas.

Como bom leitor de estórias em quadrinhos, sabia que Peninha era jornalista, a capa já o trazia entrevistando um extra-terrestre! Eu fascinado por aqueles profissionais que corriam o mundo atrás de notícias, agradeci demais o presente.

O manual começa com a chegada do protagonista em Patópolis, com toda certeza, por uma indicação do Donald, vai trabalhar no jornal “A Patada” de seu Tio Patinhas. Acidentalmente Peninha faz uma matéria sobre músicas folclóricas e é promovido a repórter. Descoberto o seu “talento” Peninha está livre para buscar as mais chamativas matérias para o jornal do Tio.

E prossegue o manual com informações sobre a história do jornalismo, suas formas e mitos. Alguns personagens do jornalismo também são analisados como Benjamin Franklin, Richard A.Davis, Lincoln Steffens, Edward Mowery e o brasileiro Luciano Carneiro. A chegada do rádio e do telejornal também são analisadas.

Por ser um livro que tem como protagonista um personagem de estórias em quadrinhos, além das informações referentes ao mundo jornalístico, temos também as aventuras do repórter Peninha, em foma de conto. Difícil não se divertir com o “Furo na Neblina”, entre outros contos.

Não me peçam para dizer o que houve com o meu “Manual do Peninha” de 1974. Ah, lembrei!!!! Presenteei um primo. Mas em 2017, a Editora Abril relançou todos os manuais lançados naquele ano. Já o comprei de novo! Já faz parte da minha biblioteca sobre jornalismo.

E se alguém não acredita que li a primeira edição em 1974, segue a prova. E em preto e branco.

Por Silvio Tadeu

Perfil do Autor

Silvio Tadeu é ator, jornalista, diretor e produtor cultural. Contato: http://silviotadeu.blogspot.com.br/

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Siga-nos
17,706FãsCurtir
4,420SeguidoresSeguir
2,532SeguidoresSeguir
Mais vistas
- Advertisement -spot_img
Novidades
- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui