Qual foi o primeiro jornal impresso no Brasil?

13
474
Foto: Biblioteca Nacional Digital (Domínio Público)

Apesar de Johann Gutenberg ter inventado a imprensa no século XV e os jornais impressos circularem pela Europa desde os anos de 1610, o primeiro jornal impresso no Brasil surgiu apenas em 1808.

Sim, já se passaram mais de 200 anos desde a impressão do primeiro jornal em nosso país. Intitulado como “Gazeta do Rio de Janeiro”, o periódico começou a circular a partir do dia 10 de setembro de 1808.

Imprensa Régia e a Gazeta do Rio de Janeiro

Importante ressaltar que no dia 13 de maio de 1808 foi criada a Imprensa Régia, que depois se tornou Imprensa Nacional. Somente quatro meses depois, é que surgiu o primeiro jornal impresso no Brasil: a Gazeta do Rio de Janeiro.

Esse periódico era um jornal governamental, apesar de ter tentado fugir do título de “jornal oficial”, tendo sido criado e administrado por membros do ministério português, que selecionavam as notícias que eram de interesse da família real e censuravam as que não eram.

A Gazeta do Rio de Janeiro foi um jornal oficial e parcial

Através deste jornal, a família real pretendia moldar a opinião pública a seu favor. Por este motivo, a publicação divulgava basicamente comunicados oficiais e publicações sobre decisões reais. Apesar de publicar também notícias sobre a política internacional, era considerado um veículo parcial, devido ao seu aspecto extremamente oficial.

Publicado duas vezes por semana, o impresso era dirigido pelo Frei Tibúrcio José da Rocha. Em 29 de dezembro de 1821, passou a ser chamado simplesmente de Gazeta do Rio. E depois da independência deixou de circular, sendo substituída pelo Diário Fluminense e posteriormente pelo Diário do Governo.

Correio Braziliense: o primeiro jornal brasileiro impresso fora do Brasil

É bom recordar que antes da circulação da Gazeta do Rio de Janeiro, o brasileiro Hipólito José da Costa, exilado em Londres, lançou o jornal “Correio Braziliense”, em 1º de julho de 1808. Era o primeiro jornal brasileiro produzido fora do país.

Editado mensalmente, o jornal era impresso em Londres e trazido clandestinamente para o Brasil através de viagens de navio – uma operação que demorava quase um mês. O Correio era um jornal voltado para atacar os defeitos da administração do Brasil.

13 COMENTÁRIOS

  1. Oi Emílio, tudo bem?
    Se a Gazeta do Rio de Janeiro, apesar de ser órgão da própria Coroa Portuguesa, sofria censura prévia, você acha que é cabível dizer que esse foi o primeiro jornal brasileiro a ser censurado? Essa questão caiu em uma prova que fiz e, na dúvida, disse que era o Observador Constitucional.

    Obrigada desde já!

    • Olá, Magdalena! Tudo bem? Bom, é uma questão histórica um tanto delicada, pois depende do ponto de vista de cada um. Alguns historiadores consideram que o primeiro jornal realmente brasileiro (apesar de ter sido produzido em Londres) foi o Correio Braziliense, mesmo tendo surgido depois da Gazeta do Rio de Janeiro. A Gazeta do Rio de Janeiro era um órgão do próprio governo português, como você mesmo afirmou, e como dono do veículo, é claro que só permitia a publicação daquilo que lhe interessava, assim como a maior parte (para não dizer todas) das empresas de comunicação de nossos dias. Se olharmos do ponto de vista de um governo impedindo a publicação de determinadas matérias, aí vemos a censura declarada, mas se considerarmos o dono de um veículo impedindo que determinadas matérias sejam publicadas, pois prejudicariam de alguma forma o seu negócio, aí (claro que existe censura, mas) alguns podem enxergar apenas uma norma da empresa, que deve ser seguida por seus funcionários (no caso os jornalistas). E é isso que aconteceu naquela época. Agora devolvo a pergunta para você: será que podemos dizer que os donos da mídia no Brasil provocam uma censura em seus próprios veículos ou apenas estão selecionando o que lhe convêm? Não seria isso uma censura? E o interesse público onde fica nisso? Como vê, nesse assunto cabe um grande aprofundamento dependendo do ponto de vista de cada um. Espero ter sido claro e não ter lhe confundido mais. Qualquer coisa estou por aqui. Até mais! 😉

  2. Olá Emilio!!
    Gostei muito da sua matéria.
    Sou professora do 4 ano em uma escola em Santos SP, eu estava procurando uma matéria , resumida, que abrange desde o primeiro jornal , a prensa e a história dele no Brasil e em Santos .
    Semana que vem será realizada a feira de ciências da escola, e o nosso tema foi a origem do jornal !! Precisava de textos pequenos para os alunos falarem no dia da apresentação .
    Será que você conseguiria me ajudar?
    Aguardo um retorno.
    Atenciosamente Camila

    • Olá, professora Camila!

      Tudo bem? Claro que posso lhe ajudar. Me envie um email para [email protected] e eu posso lhe passar alguns links, textos e inclusive conversar mais sobre essa proposta. Fico muito feliz em saber que a Casa dos Focas está lhe ajudando! Sempre que precisar algo em matéria de jornalismo é só me enviar uma mensagem. Até mais! Sucesso! Emílio Coutinho

  3. Boa noite.
    Casa das Focas realmente nos ajuda muito em pesquisa na área da comunicação.
    Não sou desta área mas sempre pesquiso, para trabalhos, outras áreas. Os artigos estão excelentes, mas para dar um cunho científico, que tal se fosse colocadas as referencias utilizadas para a sua elaboração? Abraços.

    • Olá, Gabriela! Tudo bem? As informações estão todas no texto acima, acho estranho que não tenha encontrado. Enfim, aqui vai um resumão: O primeiro jornal “impresso” no Brasil foi o Gazeta do Rio de Janeiro em 10 de setembro de 1808. Antes já circulava por aqui o Correio Braziliense, mas ele era impresso na Inglaterra e trazido clandestinamente ao Brasil. Até mais!

  4. Olá, Emilio! Sou Estudante de Jornalismo, e pesquisando para um trabalho, achei o Casa das Focas. Que trabalho incrível. É sempre bem explicado, claro e objetivo. Parabéns pelo trabalho, adorei!

Deixe um comentário para Camila miney Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui