InícioPremiaçõesCom novas categorias, 13ª edição do Troféu Mulher Imprensa homenageia jornalistas

Com novas categorias, 13ª edição do Troféu Mulher Imprensa homenageia jornalistas

- Advertisement -spot_img

Há 13 anos, a premiação da Revista Imprensa para homenagear as mulheres do jornalismo nacional reconhece o esforço e trabalho das jornalistas. Em 2018, o Troféu Mulher Imprensa teve novidades. Quatro novas categorias tiveram profissionais em disputa.

Créditos: Divulgação

A premiação foi realizada no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo, nesta terça-feira, 14 de agosto. Entre os discursos, muitas profissionais destacaram as dificuldades encontradas nas redações, como diversos tipos de assédio.

A apresentadora Astrid Fontenelle foi a grande homenageada da edição deste ano, recebido o prêmio de contribuição ao jornalismo. Astrid recebeu o prêmio das mãos do diretor da Revista Imprensa, Sinval de Itacarambi. A apresentadora falou de sua história e da importância do troféu: “faltava apenas esse”, disse, emocionada.

Foi divulgado também quem será a homenageada na próxima edição: Eliane Brum. As jornalistas Miriam Leitão, Mônica Bergamo e Lucia Hippolito já receberam esta honraria por já terem conquistado cinco prêmios Mulher Imprensa ou mais.

Entre as premiadas, a jornalista Monyse Ravenna, que venceu na categoria repórter de jornal ou revista, destacou: “uma coisa importante é colocar veículos fora do arco dos grandes veículos de comunicação”. O Brasil de Fato em que Monyse trabalha é um jornal distribuído gratuitamente em Pernambuco.

Cofundadora do coletivo Jornalistas Contra o Assédio, Thais Nunes, do SBT, vencedora do prêmio repórter investigativa, destacou a importância da união: “Essa iniciativa deu voz para que outras mulheres falassem publicamente pela primeira vez sobre o assédio sexual e moral sofrida por mulheres jornalistas há muitos anos”, explica, lembrando de outras iniciativas, como o Deixa Ela Trabalhar, das jornalistas esportivas.

Novas categorias

A edição deste ano contou com novidades. Mais quatro categorias integraram as vencedoras do prêmio. Repórter ou comentarista esportiva, melhor reportagem especial ou série com temática sobre mulheres, jornalista revelação na web e repórter investigativa.

Vencedoras

Contribuição ao jornalismo
Astrid Fontenelle (GNT)

Âncora de rádio
Carla Bigatto (BandNews FM)

Fotojornalista
Mônica Zarattini

Comentarista ou colunista de TV
Julia Duailibi (GloboNews)

Assessora de Comunicação Corporativa
Leila Swwan (Airbnb)

Comentarista ou colunista de rádio
Vera Magalhães (Jovem Pan)

Repórter de jornal ou revista
Monyse Ravenna (Brasil de Fato Pernambuco)

Diretora ou editora de redação
Carla Jimenez (El País – Brasil)

Âncora de TV
Maria Beltrão (GloboNews)

Repórter Investigativa
Thaís Nunes (SBT)

Colunista de jornal ou revista
Djamila Ribeiro (CartaCapital)

Assessora de Comunicação – Agência
Graziela Granola (Precisa Assessoria de Comunicação)

Correspondente
Sônia Blota (TV Band)

Repórter de Rádio
Basilia Rodrigues (CBN)

Jornalista Revelação na Web
Nathalia Arcuri (Canal Me Poupe!)

Melhor Reportagem Especial ou Série com temática sobre mulheres
Caminhos da Reportagem (TV Brasil): “Assédio sexual no trabalho: um crime silenciado” – Reportagem: Flávia Peixoto

Repórter de Telejornal
Andréia Sadi (GloboNews)

Repórter ou comentarista esportiva
Renata Fan (TV Band)

Por Alan Alexandrino

Perfil do Autor

Alan Alexandrino, 21 anos, estudante do sétimo semestre de jornalismo na Universidade Paulista – UNIP. Mantenho há dois anos um blog sobre esportes (www.oalanbrado.com.br) e trabalho há três em uma agência de marketing digital.

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Siga-nos
17,706FãsCurtir
4,420SeguidoresSeguir
2,532SeguidoresSeguir
Mais vistas
- Advertisement -spot_img
Novidades
- Advertisement -spot_img

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui