InícioListasSeis dicas para criar um portfólio jornalístico

Seis dicas para criar um portfólio jornalístico

O portfólio é uma ferramenta fundamental para quem deseja conseguir uma vaga. Ele é tido como um complemento do currículo e serve para mostrar sua experiência prática.

Foto: Pixabay.

Estudantes de jornalismo e jornalistas formados, ao procurarem uma vaga na área da comunicação, costumam gastar mais o seu tempo mexendo no currículo, porém esquecem de algo que, muitas vezes, pode ser até mais importante: o portfólio.



O que é um portfólio?

O portfólio é uma ferramenta fundamental para quem deseja conseguir uma vaga. Ele é um espaço no qual são reunidos os melhores trabalhos profissionais de uma pessoa. É tido como um complemento do currículo e serve para mostrar sua experiência prática.

Atualmente, com o avanço da tecnologia, muitos profissionais e estudantes de jornalismo estão utilizando plataformas online para criar seus portfólios. Inclusive indicamos algumas plataformas, em sua maioria gratuitas, para você criar seu portfólio (clique aqui para acessar a matéria).



Benefícios de possuir um portfólio online

Dentre os vários benefícios de se possuir um portfólio online estão o de valorizar o seu trabalho e experiência profissional, mostrar credibilidade e profissionalismo, reunir em um único lugar os seus melhores trabalhos e revelar sua identidade profissional e seu estilo de trabalho.

Agora que você já sabe o que é um portfólio e os benefícios de se ter um, mostrarei seis pontos que considero importantes para se pensar ao criar um portfólio online. Espero que eles te ajudem na criação do seu!



1 – Crie um documento que gere identificação

É importante que o portfólio seja a sua cara e tragam um pouco sobre sua identidade. Não basta apresentar a sua formação acadêmica, é necessário ressaltar suas experiências anteriores, revelando suas habilidades e competências.

2 – Selecione os trabalhos que serão apresentados

Quando criamos nosso portfólio, a tendência é colocar todos os trabalhos que realizamos ao longo da nossa carreira, para mostrar serviço. Porém, é muito importante selecionar apenas aqueles que melhor revelam suas habilidades.



3 – Seja organizado

Ao criar seu portfólio, é importante facilitar a navegação dos possíveis recrutadores, até porque isso pode ser um critério para sua contratação. Por este motivo, tente organizar o seu portfólio: por categorias, tais como texto, foto e vídeos; e também por área de atuação: assessoria, redação, fotografia, etc.

4 – Mantenha as informações de contato atualizadas

Um dos erros mais comuns em portfólios é o de esquecer de inserir as informações de contato (e-mail, WhatsApp e redes sociais). De pouco vale você mostrar o seu trabalho na internet e não deixar um contato atualizado para possíveis recrutadores. Garanta que seus contatos estejam bem visíveis e fique atento às mensagens para que você não perca nenhuma oportunidade.



5 – Insira uma breve biografia

O seu portfólio poderá ser lido sem o acompanhamento do seu currículo. Por este motivo, é importante que no próprio portfólio você insira um mini-currículo ou biografia no qual você se apresente de forma breve.

6 – Divulgue seu portfólio

Agora que seu portfólio já está pronto, divulgue ele para o mundo! A vantagem do portfólio online é que você não precisa gastar dinheiro com impressões. Basta enviar um link de acesso e esperar a análise dos seus trabalhos.

- Advertisement -
Emílio Coutinho
O jornalista e professor Emílio Coutinho criou a Casa dos Focas com o objetivo de ser um espaço para debate e divulgação de novidades no jornalismo.
- Advertisement -
Siga-nos
17,516FãsCurtir
8,137SeguidoresSeguir
2,588SeguidoresSeguir
Leia também
- Advertisement -
Novidades
- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui